Procurar na Bubok

Gilmar Kruchinski Junior

Fica um trecho do livro :

         Quando o néon é bom, toda noite é noite de luar. E quando é noite, o invisível nos salta aos olhos. Quando a vi pela primeira vez, parecida que era minha aquela solidão, e num momento posterior no tempo, sentindo seus cabelos e seu cheiro, suas pernas e seu sexo me completando na entrega total de seu corpo enluarado pela penumbra de uma réstia de rua, embriagada e drogada de tesão, gemendo e suspirando, suada pelo ímpeto do instinto da carne, ali no umbral do pecado em cheiro agridoce, embebidos em luxúria sincera no frémito dos corpos nús toda a felicidade do mundo se manifestava, enquanto o namorado dela nem desconfiava do que estava acontecendo.