Procurar na Bubok

marcopajola

Era uma noite de verão em 1995, alguns meses antes da internet estar disponível no Brasil. Naqueles dias ainda não levávamos nos bolsos a nossa webvida e também não precisávamos nos logar para viver. Paula preparou uma pequena festa para me apresentar a outras seis pessoas.

 

Enquanto me distraio observando os movimentos do DJ na contraluz, Fernanda deixa a pista de dança, caminha em minha direção e se apresenta ao som de "Slave to Love"

 

A sua beleza, as palavras mágicas que dizia, o mistério que havia em seu olhar, deram-me a certeza de que aquela não seria uma noite qualquer. Havia em seus olhos um ponto de partida, uma viagem, eu só não fazia ideia para onde.

 

E não fazia ideia também de que naquela mesma noite eu começaria a ser chamado por outro nome, passaria a caminhar por uma faixa labiríntica entre a ficção, o real e o virtual, e compartilharia com aquelas pessoas a informação sobre o anúncio de uma morte prometida.

 

Mas antes que eu pudesse esboçar uma reação Thomas chegou, se apresentou e me propôs um negócio: colocar um livro interativo na Web baseado em sua própria história - os personagens eram as outras pessoas que estavam na festa.

 

Demos uma olhada no conteúdo, conversamos muito rapidamente sobre os detalhes e fechamos o negócio. Ele me entregou um CD com os textos, disse que precisava ir embora e a festa continuou, sem ele.

 

No transcorrer do encontro, que foi até o amanhecer, conheci melhor as pessoas que Thomas já havia me apresentado enquanto falávamos sobre o livro. Marcela, sua namorada, Alex, seu grande amigo de infância, Joana, sua ex-mulher e Roberta, a produtora do livro.

 

Nessas conversas todos expuseram intimidades de sua convivência com Thomas, mais até do que um livro de ficção autobiográfica precisaria, e só então me dei conta que havia sido convidado para a festa porque aqueles personagens passariam a fazer parte da minha vida.

 

Com o início da internet o projeto se concretizou e foi bem sucedido junto aos leitores e também muito divulgado pela mídia impressa e mais ainda pelos trabalhos que surgiram nos meios acadêmicos, de pós-graduação e doutorado na área de literatura.

 

Quando o último capítulo foi disponibilizado na Web, um dos personagens desapareceu, o que inevitavelmente remeteu à morte anunciada.

 

Esta história é verdadeira. O livro original você pode ler em www.quattro.com.br/tristessa.