Palavras em Tons de Azul

Comprar Acabamento em capa mole com badanas por 14€ Comprar eBook em PDF por 4€

Apercebi-me desde a adolescência ter um gosto especialpelas palavras escritas. Comecei por gravá-las num diário que me foi oferecidoquando completei 15 anos. Era um diário de capa de cabedal bege com um cadeadoe chave. Iniciei a minha escrita naquelas páginas imaculadas paradepressa as rasgar; tal era o receio, deapesar de o diário poder ser fechado à chave, alguém pudesse abri-lo na mesma,e ler o que eu lá tinha escrito. O diário passou a ficar vazio de palavras eeventualmente perder-se numa das muitas mudanças de residência. Passei a escrever em folhas soltas que escondia ondepodia. Rasguei muito do que escrevi ao longo dos anos, porque oque me saía automaticamente da alma num dia, nos outros seguintes já queria emendar. Houve quem quisesse corrigir a minha escrita mas nãopermiti. Acho que a nossa escrita, boa, má ou assim-assim, é como a nossaimpressão digital, é única. Um dia ouvi um dos meus poemas ser lido numa sessãopública e corei, mas gostei tanto que pensei:…afinal, em vez de escrever em folhassoltas poderia começar a partilhar as palavras… Assim – “Palavras Em Tons De Azul - partilhar palavrasantes que o vento as leve” passou a ser o blogue onde a partir de 8 de Abril de2008 partilhei os meus escritos reunindo palavras de amor, crítica ou sátira,todas em tons de azul. Os textos, em forma de poesia, narrativa, micro-contos oucontos, acompanhados de humor, desalento ou melancolia - autênticos desabafos conformeos estados de alma de uma criativa de nascença, em formação contínua para o aperfeiçoamento davida, foram-se multiplicando ao longo dos anos até surgir a ideia de os colocarem formato de livro, gravando-os para a posteridade. Assim, um a um, os escritos tiveram de ser retirados doblogue, por questões que regulamentam os direitos de autor, e começaram a darentrada neste livro que não poderia ter outro título senão Palavras Em Tons de Azul.

Quero publicar um livro Ver mais livros