Calendario 14 / Novembro / 2014 Cantidad de comentario Sem comentários

 

rp_capa-1º-ciclo-205x300.png

Bom dia comunidade Bubok

Siga a entrevista da nossa autora Célia Bonifácio, autora do livro – “A poesia no 1º ciclo – desenvolvimento cognitivo e equilíbrio emocional da criança”.

Célia, professora de 1º ciclo do ensino básico, amante da poesia conta-nos como nasce esse encanto e os motivos que a levaram a escrever este livro.

Quem é a Célia Bonifácio?

Defino-me como uma pessoa fiel á insatisfação natural que carateriza o ser humano. Gosto de organização, mas dispenso rotinas em atividades menos exigentes e mais lúdicas. Gosto de números, sinais, desenhos, letras e palavras e, com eles desenhar outras formas de tocar os outros. Talvez essa tenha sido uma das razões que me levou a ser profissionalmente o que sou há vários anos, professora do 1º ciclo, do Ensino Básico, profissão que, apesar de vir sendo desvalorizada e mesmo humilhada publicamente há muito tempo, quer pelas pessoas em geral, quer pelos órgãos legislativos dos últimos anos, é uma profissão que merece ser novamente dignificada e valorizada por todos, pois é o pilar de todo o desenvolvimento humano e a base para todas as outras profissões, merecendo por isso a total credibilidade e a respetiva valorização. Mais tarde, já a exercer frequentei, apenas um ano, o curso de Matemática-Ensino, na Universidade da Beira Interior, pois descobri que não era minha intenção mudar de grau de ensino, uma vez que o meu maior prazer sempre foi ajudar a desabrochar as crianças nessa fase tão determinante das suas vidas. Alguns anos depois, licenciei-me em Expressões no Instituto Politécnico da Guarda, seguindo posteriormente para o Mestrado em Letras, novamente na Universidade da Beira Interior. Presentemente, continuo a ser professora do 1º Ciclo e uma amante de livros, de leitura e de brincar com as palavras.

Qual tem sido o seu percurso como escritora?

O meu percurso como escritora propriamente dito começou com o livro que acabei de publicar. Mas desde muito nova, desde os meus 12 ou 13 anos, que gosto de escrever e registar o que considero importante.

Fale-nos um pouco do seu livro e, o que a levou a escrevê-lo.

Este não é um livro de poesia. Este livro é um ensaio sobre a importância da poesia nas crianças, até cerca dos 12 anos de idade. Foi inspirado num gosto muito pessoal por poesia e no valor que ela teve para mim enquanto pessoa, desde muito jovem e ao longo da vida. Foi minha intenção comprovar, através de um estudo aprofundado (diário de bordo, inquéritos a encarregados de educação, professores, alunos, bibliotecas, poesias trabalhadas em sala de aula…), que a poesia contribui para a formação de uma estruturação mental mais sólida, para o engrandecimento cultural e literário das crianças e jovens, bem como para o equilíbrio emocional das crianças, uma vez que descontrai e acalma.

Porque é que os leitores devem ler este livro?

Este livro pretender ser um apoio para todos os educadores, desde pais e encarregados de educação, a professores ou pessoas que estejam diretamente ligados à educação de crianças. Tem o intuito de ser um reforço para a educação das crianças, no que toca à leitura por prazer e à escrita, como caminho para a imersão das crianças no mundo literário e como apelo aos alvos mais profundos da sua sensibilidade.

Qual o feedback recebido desde o lançamento?

Foi um lançamento com uma adesão significativa, sendo um caminho aberto para posteriores aquisições do livro.

Que tipo de promoção tem feito como autora do seu livro?

Apesar da minha profissão não me deixar muito tempo livre, tenho indicado a página da Bubok a amigos e conhecidos, bem como a divulgação nas redes sociais.

Sendo que já fez uma primeira apresentação oficial do livro, perguntamos se tenciona fazer outras

Era minha intenção fazer outras apresentações principalmente em escolas, porém, este lançamento ocorreu quase no final do ano letivo, o que não me permitiu fazê-lo. Talvez no próximo ano letivo seja possível.

Porque é que decidiu publicar o livro com a Bubok?

A Bubok foi a única editora que não me colocou entraves na publicação desta obra que considero relevante, pois a poesia não está devidamente valorizada no mundo literário, nomeadamente na literatura infantil.

O que é que recomenda a quem queira autopublicar um livro?

Em primeiro lugar, que não pense em publicar um livro apenas por prazer. Deve ter em conta o tema, o público-alvo e, acima de tudo, a qualidade do que se escreve. Tendo considerado esses critérios, acredito que qualquer obra possa ser um sucesso. Caso se apresentem dificuldades em publicar, a Bubok é a melhor opção.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

He leído y acepto las políticas de privacidad