Calendario 30 / Janeiro / 2019 Cantidad de comentario Sem comentários
Rui Caeiro

Foto do Rui Caeiro da página oficial da Pianola Editores no Facebook

 

Hoje é um dia triste para os editores independentes como a Bubok Portugal. O escritor e editor Rui Caeiro faleceu com 75 anos de idade, vítima de cancro.

Escritor, poeta, tradutor e também editor independente, deixa atrás um legado importante para o mundo da cultura e das letras portuguesas. A ministra da Cultura, Graça Fonseca, num comunicado oficial de pesar, fala do “modo de ser discreto e sóbrio” de Rui Caeiro, que editou “a parte maior da sua obra em edições de autor ou em editoras independentes“.

Cada vez somos mais os autores e editores que pensam fora do circuito limitado tradicional. Rui Caeiro era um exemplo vivo deste assunto, editando de maneira independente os seus livros:

Deus, sobre o magno problema da existência de Deus (1988)
Sobre a nossa morte bem muito obrigado (1989)
Livro de Afectos (1992), Deus e Outros Animais (2015)
Diálogos Marados/Um Maluco Vem Pousar-me Na Mão (2018)

 

O trabalho de Rui Caeiro como tradutor foi vital para o mundo da literatura em português, trazendo autores como Miguel de Unamuno, Ramón Gómez de la Serna ou Roberto Juarroz.

Nasceu em Vila Viçosa no ano 1943 e foi advogado durante muito tempo. Durante esse tempo editava com espero e carinho uma revista cultural no que entrevistou aos mais importantes poetas e escritores de Portugal. Depois da sua reforma, começou a caminhada da escrita e da publicação independente, tornando-se uma das figuras mais admiradas no mundo das letras independentes do nosso tempo.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

He leído y acepto las políticas de privacidad