Blog de bubok

Estrella Imagen post

Escrever distopia não é fácil. Criar um universo distinto ao nosso, sem nenhuma incoerência no relato, é um desafio que não muitos conseguem. Por isso, queremos apresentar aqui as autoras e autores com textos selecionados para a nossa futura publicação. Parabéns e muitos êxitos para vocês no mundo da literatura! Filipe Silva Carvalho – Distopia “Cosmética Cósmica” Nasceu em Lisboa a 09 de Junho de 1981. É Licenciado em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Nova de Lisboa… Ler mais

Calendario 17 / Novembro / 2020
Estrella Imagen post

Chegou o dia! Na data da Noite de Guy Fawkes, Bubok Portugal anuncia os vencedores do concurso de distopias. Após leitura e deliberação, as júris do concurso literário Bubok Portugal 2020 — este ano dedicado a distopias — decidiram serem nove histórias que merecem formar parte da futura publicação: Menção especial concurso de distopias — Primeiro classificado: Cosmética Cósmica de Filipe Silva Carvalho Menção especial concurso de distopias — Segundo classificado: As Salvadoras de Anakhod de Ricardo Balsinhas Menção especial concurso de distopias… Ler mais

Calendario 05 / Novembro / 2020
Últimos Artigos Publicados
Entrevistas
Entrevista a Clemente Baeta, autor do livro “Os Painéis em Memória do Infante D. Pedro (Um Estudo)”
Calendario 28 / Março / 2013 Cantidad de comentario Sem comentários

Quem é o autor Clemente Baeta? Economista de 59 anos, cujos hobbies se relacionam com fotografia, cinema, viagens, e leituras, principalmente da história portuguesa do século XV. Desde quando é que se dedica à escrita? Desde que comecei a escrever este estudo, que me ocupou cerca de ano e meio. Neste momento já estou a esboçar um possível 2º volume, que será um complemento e aprofundamento do que foi exposto no livro já publicado. “Este livro interessa a leitores que gostem de história… Ler mais

Entrevistas
Entrevista a Luis Gomes da Costa, autor do livro “Viver um Mundo Antigo: Textos de Arte e Território (2012-2008)”
Calendario 27 / Março / 2013 Cantidad de comentario Sem comentários

Quem é o autor Luis Gomes da Costa e qual a sua relação com a Binaural – Associação Cultural de Nodar?  A Binaural/Nodar é uma organização cultural que se dedica à exploração artística contemporânea, nas áreas do som, do multimédia e da performance, e à investigação social e comunitária, em estreita ligação com o contexto rural do seu território, as zonas montanhosas do maciço da Gralheira, da Arada e do Montemuro, situadas no norte do distrito de Viseu (concelhos de Castro Daire e S…. Ler mais

Conselhos
Escrever com todos os sentidos
Calendario 27 / Março / 2013 Cantidad de comentario Sem comentários

Tal como o autor pode ter melhor ou pior olfacto, um paladar treinado pelos melhores restaurantes ou queimado pelo sal das batatas fritas, também as suas personagens podem ser míopes, ou ter a pele demasiado áspera do trabalho para poderem sentir a delicadeza de um tecido. Personagens perfeitas e capazes de tudo não são geralmente muito interessantes.

Entrevistas
Entrevista a José Magalhães, autor do livro “UMA, DUAS VEZES E TRÊS”
Calendario 21 / Março / 2013 Cantidad de comentario Sem comentários

Quem é o autor José Magalhães? José Magalhães nasceu em Julho de 1952 na cidade do Porto. Divide-se pela escrita de crítica social e política, de contos, pela poesia e pela fotografia. Desde quando é que se dedica à escrita? Escrevo e fotografo desde a adolescência.   “[a poesia] nasceu comigo, assim como a fotografia. São ambas indissociáveis da minha vida” Porque é que decidiu enveredar pela poesia? Nasceu comigo, assim como a fotografia. São ambas indissociáveis da minha vida. O… Ler mais

Entrevistas
Entrevista a Carla de Pinho, autora do livro infantil “A Sereia”
Calendario 15 / Março / 2013 Cantidad de comentario Sem comentários

  Quem é a autora Carla de Pinho? Uma escritora ainda em crescimento… Nasceu em Paredes e ainda vive em Paredes na casa que o seu avô construíu.   Lembra-se do primeiro texto que escreveu? O conto “A Sereia“, publicado na Bubok, é o meu primeiro escrito. “é mais divertido escrever para as crianças”   Porque decidiu escrever histórias infantis? Porque é mais divertido escrever para as crianças e porque, no fundo, a minha cabeça ainda pensa como elas.  … Ler mais