Calendario 18 / Agosto / 2020 Cantidad de comentario Sem comentários

Filipa “Nights” Rodrigues, Host do Canal de BooktubeWords à la Carte

 

júri do concurso

– Quando começou a tua paixão pela leitura?

Quando tinha 11 anos, ofereceram-me o primeiro livro de Harry Potter. Uma idade curiosa… E essa obra abriu portas para tantas outras aventuras. O gosto pelos livros foi crescendo comigo, mas esse foi o início mágico de mim como leitora.

 

– E pela sci-fi?

O meu primeiro contacto com a Ficção Científica (FC) foi em filme, mas a sua grande maioria parecia querer retratar os extraterrestres como seres hostis, que apenas pretendiam dominar a humanidade. Ora, se até eu evito alguns seres da minha espécie… não entendia por que razão existiam seres de outros planetas e galáxias a querer fazê-lo. E pior: a querer conquistar-nos. Mas, mais tarde, foi com o filme “Inteligência Artificial” e a série “Firefly” (e, mais tarde, “Serenity”) que percebi que a FC não é (só) sobre extraterrestres: é sobre os humanos e a sua (falta de) Humanidade.

 

– Quais são os teus autores preferidos?

No panorama nacional destaco Carina Portugal e João Barreiros. No internacional, destaco Ursula K. le Guin, Neil Gaiman e Carl Sagan.

 

– Fala-nos do teu projeto Words à la Carte.

Comecei o Canal “Words à la Carte” para partilhar as minhas leituras e temas literários no geral com toda uma comunidade livrólica, com especial foco nos meus géneros favoritos, que são a fantasia e a FC. Também vão aparecendo outros conteúdos integrados na literatura, como outras formas de arte e cultura geek e, de vez em quando, os meus gatos a fazer asneiras. Neste momento há um projecto a decorrer para a leitura de Livros Banidos (com vídeo no Canal), o #readindbannedbooks, em que a ideia é ler-se livros que, em algum momento ou lugar do planeta foram “proibidos” devido às suas temáticas, muitas vezes considerados tabu. E como acredito que a leitura nos pode tornar pessoas melhores e mais informadas, convidei a comunidade para se juntar a mim e ler Livros Banidos.

 

– Confias nos novos autores portugueses?

Por que não confiar? O que se faz no nosso país não fica nem tem que ficar atrás do que se faz lá fora. Significa que vamos gostar de todas as obras que lemos de um autor português? Não. Mas também não gostamos de todos os autores estrangeiros, dos aclamados, dos que são descobertos do nada, dos clássicos, dos que os nossos amigos recomendaram. Significa que temos que ler os nossos autores, procurar o que gostamos, recomendar ao nosso público e oferecer aos amigos.

 

– Quais sãos os últimos livros de autores portugueses que tenhas lido.

Tenho tentado fazer escolhas de leituras que incluam, cada vez mais, autores portugueses. Alguns nomes e obras que li foram “Micaela” de Nádia Batista, “Andrónak – O Sonho”, de João Fialho, “A Ponte das Almas Negras” e “Coração de Corda” de Carina Portugal, “O Perraultimato” de Filipe Faria, “Brinca Comigo!” de João Barreiro e o próximo será Shadders – O Servo das Sombras” de Luís Oliveira!

Words à la Carte : Leitora incansável convertida em booktuber
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

He leído y acepto las políticas de privacidad