APONTAMENTOS PARA O ESTUDO DA «HISTÓRIA DA FILOSOFIA EM PORTUGAL»

Comprar Acabamento em capa mole por 6,84€ Comprar eBook em PDF por 0€

SINOPSE(Advertência)A presente obra é constituída por APONTAMENTOS que por nós foram tomados, em Coimbra, (UC) no decorrer do ano lectivo de 1949/1950, nas aulas da disciplina de «HIST?RIA DA FILOSOFIA EM PORTUGAL», da qual era mestre o saudoso Professor Doutor Joaquim de Carvalho, falecido em 1958. Foram organizados segundo os sumários das poucas aulas que nos pôde dar, apoiando-nos na bibliografia neles indicada, e noutra que pudemos obter, toda ela existente na Biblioteca da Universidade.Ficaram, naquela altura, um tanto ou quanto desconexos e, à medida que iam sendo escritos, (sem a ordenação que agora lhe demos), foram colocados à disposição dos colegas que os quiseram ler. Na sua elaboração, tivemos o privilégio de recorrer ao auxílio do Professor Doutor Joaquim de Carvalho, que sempre nos ajudou, com uma disposição amiga e paciente, a resolver algumas dificuldades que nos iam surgindo, sendo assim, as suas dissertações e opiniões, o principal apoio deste trabalho. Não se trata, portanto, duma obra sistemática da História da Filosofia em Portugal, nem sequer dum resumo da mesma, mas apenas de alguns apontamentos sobre o Pensamento Filosófico em Portugal, nas épocas a que respeitam, e que ficam à disposição de quem e aquém possam interessar. Dispusemo-los em doze capítulos (I a XII), e demos a cada um deles o título duma síntese possível do respectivo conteúdo. Determinado o seu objecto, procurámos ir (tanto quanto possível) desde as origens até onde o «tempo» nos permitiu, dando especial relevo aos primeiros representantes do pensamento filosófico português da Idade Média, que não vai, inicialmente, além do primeiro quartel do século XIII. Em seguida apresentámos os principais pensadores do Renascimento e da Idade Moderna, e por último, referimos «apenas» os nomes de alguns filósofos que surgiram após a implantação da República e algumas das suas obras. Finalizámos com um estudo mais detalhado das principais obras dos nossos pensadores da Idade Média.(Os apontamentos que aqui deixo escritos, sem dúvida produto de algum trabalho, não são mais do que o estudo das Primeiras Actividades do «Pensamento Filosófico Português», até meados do século XX. E, se mais além não fomos, foi porque, na altura, (1950) não tivemos tempo para mais, nem pudemos continuar a ter o acompanhamento do Mestre, o Professor Doutor Joaquim de Carvalho. E também só agora, porque aposentado, dispus de tempo para os ordenar em forma de livro. Coimbra, 1950 – Teixoso 1980.).

Quero publicar um livro Ver mais livros