MORTE É FELICIDADE

Comprar Acabamento em capa mole por 11,19€ Comprar eBook em PDF por 0€

Os próximos meses não se avizinhavam nada promissores. Absortos nos motivos de lágrimas e dor profundas, de certeza que iríamos ter momentos de pesar, de receios próprios do sinistro que é a morte, do luto, do preto fero de quem é caminheiro no sofrimento. De facto, semelhante reflexão não parecia a ocupação mental mais agradável. Por certo iria mergulhar no lamaçal escuro de imagens feéricas, nos silêncios medonhos e penúmbricos, nos corpos dançantes no vazio, ou descer ao mundo terrífico dos infernos onde lutam sem cessar gigantes e anões, cada um reclamando para si a mão da menina bela superprotegida por uma fada de grandiosos poderes. Na verdade, havia mesmo o receio de uma perda do sentido, quem sabe, trambolhão no próprio nada.Porém, lenta e gradativamente damo-nos conta de que a morte, muito embora voraz evencedora, não é nada disso. Não porque o provemos tipo preto no branco, mas por um ímpeto resplandecente da maximização da nossa sensibilidade, e porque além disso os sentimentos não se provam nas profundezas da matéria, não tão pouco porque a definamos (a morte) ou mesmo a representemos com a fidelidade dos nossos ideais infantis.

Quero publicar um livro Ver mais livros