Labirinto

Comprar Acabamento em capa mole por 11,56€ Comprar eBook em PDF por 2,50€

"Tenho dezoito anos. Tempo é algo que não mefalta. Apodrece a um canto do meu quarto em casa dos meus pais. Que me culpamdeste vício insano. Ela é uma puta, grita o velho, do fundo da sala, os olhossem se desviarem da televisão, o cinto desapertado, incapaz de conter a massabruta e esponjosa que se dilata em redor da cintura. De vez em quanto umarroto, daqueles profundos, abissais, liberta-se do corpo imóvel. E tu és umotário, nem pareces meu filho, se calhar nem és, rebenta, levantando os olhoscom desdém profundo para a minha mãe, sentada a seu lado no sofá, coberta peloroupão verde água, que aperta mais junto a si com as mãos disformes, umamontoado de veias e rugas e ossos deformados, como se ficasse de repente comfrio. A voz dela junta-se à do meu pai, lamurienta, peganhenta, filho, largaessa mulher que ela é a tua desgraça.

Quero publicar um livro Ver mais livros