Harry Potter contra o excêntrico Sigmund Freud

Comprar Acabamento em capa mole por 15,25€ Comprar eBook em PDF por 6€

Aquilo que os outros conhecem de nós, é onosso avesso imaterial, e por dedução imaginada, da influência de labialidadeestática e fechada (máscara), que sentem vendo esse avesso.Não épossível conhecer o nosso lado interior; porque ao projectar-se do lado dedentro na nossa cara, não o vemos; logo, não existe.Esse interiorinatingível, só nós conhecemos sentindo-nos, alheios à exposição a nós mesmos, dispensando a sua visão exterior(da nossa cara).E porque anossa cara não têm interior exposto; o que expõe é uma neuro-imagem dum dosnossos virtuais interiores abstractos (expressões de tiques e gestos da cara); etambém a memória de sugestão mímica duma cara qualquer; para além de uma memóriainstantânea de excitação de contracções dos músculos que compõem a nossa cara (ouanormalmente de outra cara empatisada parasitária).

Quero publicar um livro Ver mais livros