AS FARSAS DOS MOÇOS DE CAPELA

Comprar eBook em PDF por 10€

A trama de“As Farsas dos Moços de Capela” é ambientada no período da alta renascença emPortugal e traz elementos da forte proximidade estabelecida entre o Rei e areligião, na época. O título é uma menção às peças de teatro queno Séc.XVI eram chamadas de farsas. Osprotagonistas são dois jovens sacristães, também chamados de moços de capela. A narrativa mesclafatos históricos com a ficção. Durante o reinado de Dom João III os mosteirosfemininos passaram por momentos críticos por conta do que se falava em termosde promiscuidade e de falsa prática religiosa. Este rei estava decidido aacabar com estes mosteiros e teve um foco muito centrado num deles, que foi oMosteiro de Lorvão. Este mosteiro foi habitado durante um longo tempo por umageração de mulheres da família Eça que eram descendentes de Inês de Castro, aconhecida, na história de Portugal, como a rainha morta. Nesta fase dahistória, o mundo passava por uma intensa confrontação dos dogmas da Igrejacatólica. A reforma de Lutero estava se formando e ganhando vulto e aInquisição era, também, um dos objetivos da Corte portuguesa junto ao papado. Aperseguição aos judeus e a qualquer outra prática religiosa eram fatos. As“bruxas” e a magia floresciam naquele ambiente em que o sobrenatural incomodavaos poderes instituídos. Neste contexto, um importante sacerdote franciscano,intelectual e muito influente bibliotecário, vira alvo de investigaçõessigilosas por conta de uma suposta relação com as idéias da Reforma. E foiunindo os interesses destes poderes que cria-se uma grande trama (ou farsa!) eos dois protagonistas são manipulados dentro de um jogo de intrigas.

Quero publicar um livro Ver mais livros