Procurar na Bubok

Ovar minha cidade

  • Autor: João Bernardo
  • Estado: Público
  • Nº de páginas: 127
  • Downloads: 28
Ver ficha técnica completa

O presente livro, surge pelo efeito de uma paixão em escrever que dura à mais de 20 anos. Na origem da força maior para escrever estão as crianças. Este é o quinto livro e o primeiro na área da fotografia versejada. E para o qual vou usar um pseudónimo de João Bernardo e vou oferecer este livro a todos os OVARENSES espalhados pelo MUNDO.

QUALQUER MANUSCRITO QUE SEJA IDÊNTICO A ESTE SERÁ CONSIDERADO (PLAGEADO) 

    As fotos que vou expor dizem respeito não só a Ovar, como também a outros locais que visitei pelo Mundo, para ir ao encontro de crianças abandonadas.

    Muitos dos versos que vou expor, são fruto do silêncio, vivido por mim, durante as 4 ou 5 horas da madrugada. Quando quase todo o mundo dorme, eu estou alerta e faço a descoberta das palavras que surgem na mente e de repente, o caldo fica entornado: então, encosto a cabeceira à testeira e encostado, começa o meu fado. Surge a fotografia na mente, agarro-a e exponho os versos.

Por vezes, surge também na minha visão, um quarto, uma janela, um rio, uma fonte, as tintas os pincéis, o chilrear dos pássaros, os prados verdejantes e não sei quê mais que fazem o ser de um escritor, um poeta, o cantor, um médico, ou doutor. Todos estes humanos têm no ser: O dom, fascínio, intuição, imaginação e visão de tudo quanto a natureza oferece e surge assim o verdadeiro artista.  

OVAR TEM VERDADEIROS ARTISTAS, PENA NÃO SEREM RECONHECIDOS PELAS ENTIDADES LOCAIS.

     O HOMEM não é um ser inacabado, ele molda-se e não tem que se orientar por hábitos ou costumes dos seus progenitores e se seguir esta tendência, vamos facilmente encontrar doutores, autênticos (burros) e seriam melhores aproveitados se fossem (lavradores) ou tivessem outra profissão. Há Homens lavradores que seriam bons MÉDICOS; só que o factor sócio económico não o permitiu. São as tais profissões desajustadas ao ser humano. NA REALIDADE o HOMEM deveria seguir a sua melhor vocação, explora-la para proveito de si, da sua família e do próximo e não calcar ninguém para se tornar alguém na vida; mas também não havia de haver lambe botas, autênticos oportunistas a conseguirem postos de trabalho para os quais nunca estiveram á altura.

OVAR FICA SITUADA A MEIO DE UM ESPAÇO ENTRE AVEIRO E PORTO; 35 KM PARA CADA LADO.

OVAR FOI ELEVADA A CATEGORIA DE CIDADE NO ANO DE 1984, PELA LEI Nº 9/84 DE 28 DE JUNHO.

O CONCELHO FICA SITUADO NUMA ZONA TURISTICA DA ROTA DA LUZ E FAZ PARTE DA COSTA DE PRATA PORTUGUESA.

NO ANO DE 1997, OVAR RECEBEU O 1º PRÉMIO A NIVEL NACIONAL DA CIDADE MAIS FLORIDA E O 2º PRÉMIO A NIVEL EUROPEU.

 

 

 

 

OVAR É CONHECIDA PELA CIDADE MUSEU DO AZULEJO E PELA SUA GASTRONOMIA, ONDE SE DESTACA A CALDEIRADA DE ENGUIAS E O PÃO-DE-LÓ DE OVAR NO PLANO TURISTICO TEM O CARNAVAL QUE ATRAI MUITOS FORASTEIROS. TEM MUSEU DE ARTE SACRA E SETE CAPELINHAS DOS PASSOS QUE NORMALMENTE ABREM AO PÚBLICO PARA RECEBER AS PROCISSÕES QUARESMAIS. ESTA MANIFESTAÇÃO DE FÉ JÁ VEM DE Á SÉCULOS ATRAS.

OVAR OCUPA UMA ÁREA DE 149,88 km2 E TEM COMO LIMITAÇÕES A NORTE – ESPINHO… NORDESTE-SANTA MARIA DA FEIRA…LESTE- OLIVEIRA DE AZEMÉIS… SUL – ESTARREJA E MURTOSA… OESTE- OCEANO ATLÂNTICO.

O CONCELHO DE OVAR TEM ATUALMENTE 5 FREGUESIAS A SABER: 1ªCORTEGAÇA (VILA) 2ªESMORIZ (CIDADE) 3ª MACEDA (VILA) 4ª UNIÃO DE FREGUSIAS COMPOSTA POR: OVAR (CIDADE), SÃO JOÃO DE OVAR (VILA), ARADA E SÃO VICENTE PEREIRA JUSÃ (VILA) 5ªVÁLEGA (VILA)

 

    Sou natural de SÃO JOÃO DE OVAR, onde nasci a 27-09-1951. Quando comecei o presente livro, fui ao encontro de outros tempos, para melhor encontrar as minhas origens, e como tal, começo por prestar homenagem aos meus desaparecidos progenitores e ao meu avô materno. Vou também evidenciar OVAR com poesia versejada autenticada com foto e vou tentar corresponder nas seguintes áreas: TRABALHO, SAÚDE, EDUCAÇÃO, JUSTIÇA, TRANSPORTES, DESPORTO, CULTURA, ACESSIBILIDADES E TECNOLOGIA.

 

    A VIDA, nunca foi complicada, temos sim que enfeitar um bom dia e manter a alma animada, para assim oferecer uma outra vontade de viver, porque esta vida não é nada.

    AS PALAVRAS dum escritor, elaboradas com amor, levam a qualquer parte. É o engenho, é a arte… Na arte não sou doutor, eu não sou nenhum artista, mas com ajuda do senhor, não há força que resista.

...[ler mais]
Não existem comentários sobre este livro Registe-se para comentar este livro