Procurar na Bubok
EUR 6,39
Quantidade
+
Adicionar ao carrinho de compra
Iniciar compra
Pagamento disponível com Amazon Pay, cartão, Payoal, Mbway, transferência e ordem de pagamento
detalhes do produto:
  • Autor: Victor Centúrio Almeida
  • Estado: Público
  • Nº de páginas: 257
  • Tamanho: 170x235
  • Miolo: Preto e branco
  • Paginação: Colado
  • Acabamento da capa: Mate
  • Livros vendidos: 10
  • Última atualização: 09/05/2021

 O sono, é um processo nano-neuro eléctrico, que ocorre no hipotálamo. O sono ocorre, com perda provisória da memória adquirida, vulgo "consciência".

A stéreo -memória é composta por duas memórias que se opõem em funcionamento contínuo e permanente. Vou designar essas memórias de MEMÓRIA " A " e  MEMÓRIA  "B".  A memória "A", é a memória que nos mantem vivos, despertos e activos geneticamente actuantes em pensamento, e em memoria "B". A memória "B", é a memória adquirida de hábitos, de reflexos, de aprendizagens específicas curtas ou duradouras, por prodígio intelectual desta mesma memória "B". Estas duas memórias, são duas realidades distintas que, por vezes, se opõem, gerando tensão psicológica, com reflexos neurológicos evidentes; e gerando mesmo tensões de impulsos extremos, como por exemplo, o impulso de raptus e o impulso de defesa e o impulso de fuga.

 

O que se prejecta em mim mesmo, por realidade automática, é uma coisa, à qual me refiro como "saber sabido nunca adquirido antes", suportado numa "memória- genética"; a qual suporta especificamente, esse mesmo "saber sabido nunca adquirido antes". A "consciência", "não existe", é um enigma total. Temos assim, a "memória-genética" de saber tácito; e uma outra memória de saber adquirido em aquisição de conhecimentos no quotidiano.

Refiro-me nestes e noutros textos à mesma, usando o termo clássico de "consciência", por força de hábito e por facilitação de comunicação de escrita aos leitores.

 

As superstições são enigmas. A "consciência", é um enigma. O pensamento, é outro enigma; Se a velocidade do pensamento, fôr muito lenta, não tem qualidade para atingir com evidência, a atenção, ficando retido no "caos da consciência". O Pensamento só é alvo da atenção, quando tem velocidade para se revelar, à mesma (consciência). A supersitição tem a sua origem no "caos da consciência", revelando-se com um sentimento confuso e perverso, que permanecerá oculto, nesse "caos da consciência.

 

 

 A consciência

Aquilo a que damos o nome de consciência, é um saber sabido (não adquirido ou memorizado mas liberto dum prodígio

instantanêo e a todo o momento no estado de acordado).

A consciência, é um saber-sabido autónomo, desligado da inteligência, da memória e da imaginação.

A consciência, possui um nível de potência instantânea e permanente; e neste plano diverge, no seu reflexo genético, de pessoa para animal; não sabendo nós onde é maior ou menor. Adopto a designação STEREO-MEMÓRIA em PRODÍGIO; em vez de "consciência". Assim temos uma "memória.genética" e uma memória  que regista conhecimentos adquiridos, numa variação, da memória-genética.

Não é possível definir consciência seja no plano genético, hereditário ou psicológico.

Não é possível determinar a origem genética, ou outra, deste processo a que damos o nome de consciência; por isso a consciência é simplesmente algo, enquanto meta dado psíquico, impossível de colocar em equação (identidade).

A consciência, enquanto processo genético fixo, colide e impera sobre a perplexidade de réplica secundária, mantendo-se presente; mesmo que não estruturada (caos da consciência).

Mesmo Sigmund Freud, afirma, nos seus textos, que a consciência, não tem definição.

Sendo assim, o que existe então Na minha modesta opinião existe uma camuflagem; e camuflagem dupla da perplexidade. Isso a que erradamente designamos de "consciência", será então uma fusão, de camuflagem da perplexidade e da expectativa mental do interesse do sujeito (interesse prioritário e global, imediato e mediato da vida desse sujeito). Esta distinção, é assim diferente de percepção da realidade; logo é preciso "inventar" um termo técnico e científico para este clássico problema da psicologia.

...[ler mais]
Não existem comentários sobre este livro Registe-se para comentar este livro
Outros livros do autor
Outros livros que lhe podem interessar

A livraria Bubok possui mais de 70.000 títulos publicados. Ainda não encontrou o seu? Apresentamos-lhe algumas leituras recomendadas baseando-nos nas opiniões dos leitores que compraram este livro. Não é o que procurava? Descubra toda a nossa selecção na livraria: ebooks, publicações em papel, downloads gratuitos, temáticas especializadas... Felizes leituras!

A Bubok é uma editora que oferece a qualquer autor as ferramentas e serviços necessários para editar as suas obras, publicá-las e vendê-las em mais de sete países, tanto em formato digital como em papel, com tiragens desde um exemplar. Os acordos da Bubok permitem vender este catálogo em centenas de plataformas digitais e livrarias físicas.
Se quer descobrir as possibilidades de edição e publicação para o seu livro, entre em contacto connosco através deste formulário e começamos a trabalhar com o seu projecto.

No caso de precisar de ajuda, entre em contato comigo, eu o/a atenderei instantaneamente
ABRA UM CHAT INSTANTÂNEO SE PRECISA DE AJUDA


Quer informação sobre como publicar a sua obra? Indique-nos o seu telefone e ligamos-lhe sem qualquer compromisso.

Inserir o nome

Inserir o telefone

Inserir o E-mail

Inserir um e-mail válido.

Escolha o estado do manuscrito.

Deve validar que não é um robô.

Obrigado por contactar com a Bubok, a sua mensagem foi enviada com sucesso. Um responsável do nosso departamento de apoio ao cliente entrará em contacto consigo com a maior brevidade possível.
Enviar