Procurar na Bubok

Uma nova concepção de verdade

Impostos e envio não incluídos
  • Autor: Claudio Donato
  • Estado: Público
  • Nº de páginas: 239
  • Tamanho: 150x210
  • Miolo: Preto e branco
  • Paginação: Colado
  • Acabamento da capa: Brilho
Ver ficha técnica completa

Orgulho é aquilo que devoramos quando não somos devorados por ele. É aquilo que devoramos quando e enquanto ele não nos devora.

Somente o orgulhoso é capaz de produzir algo novo no mundo. Sua obra nasce exatamente de sua posição de autoridade, que o transforma em autor. Sua autoridade nasce de sua autonomia para saber o que quer fazer. O que o autor “autoritário” quer e sabe fazer é reflexo de quem ele é e de quanto ele sabe de si. Assim, uma obra é sempre um auto-reflexo, um auto-retrato e, de certo modo, uma bio-grafia, num sentido essencial, é dizer, existencial.

Uma nova concepção de verdade como correspondência tem como tema central a liberdade. Não tratarei do conceito de liberdade, mas sim, em consonância com a corrente filosófica fenomenológica: o sentido e a possibilidade da liberdade.

 

Acostumados a agir e pensar automaticamente, nós nos dispensamos diariamente da tarefa de pensar. Tal dispensa ou recusa nos equipara a autômatos programados a responder ou corresponder a estímulos ou apelos. Inconscientes de nosso lugar no mundo, seríamos ainda capazes de pensar? E mais, seria possível ainda, num mundo dominado pela técnica e pelas tecno-logias, algo assim como a liberdade ou, pelo menos, o pensamento sobre a liberdade? Paradoxalmente, diante da falta de pensamento e da falta de liberdade, somos obrigados pelos fenômenos mesmos, neste caso pelo fenômeno da ausência de pensamento e de liberdade, a pensar e a vislumbrar, pelo pensamento sobre a liberdade, alguma forma de liberdade.

 

O homem, para existir livremente, deve romper com a produção massificada da “arte” e do “pensamento”. A massificação e o engajamento advindo dessa mesma massificação da arte corrompe o sentido originário do que seja a arte. Em essência, não existe arte engajada, do mesmo modo que não existe filosofia instrumental. Arte pela arte e filosofia pela filosofia, sem engajamento ou “propósito”: eis o fenômeno da liberdade.

...[ler mais]
Não existem comentários sobre este livro Registe-se para comentar este livro
Outros livros que lhe podem interessar

A livraria Bubok possui mais de 70.000 títulos publicados. Ainda não encontrou o seu? Apresentamos-lhe algumas leituras recomendadas baseando-nos nas opiniões dos leitores que compraram este livro. Não é o que procurava? Descubra toda a nossa selecção na livraria: ebooks, publicações em papel, downloads gratuitos, temáticas especializadas... Felizes leituras!

A Bubok é uma editora que oferece a qualquer autor as ferramentas e serviços necessários para editar as suas obras, publicá-las e vendê-las em mais de sete países, tanto em formato digital como em papel, com tiragens desde um exemplar. Os acordos da Bubok permitem vender este catálogo em centenas de plataformas digitais e livrarias físicas.
Se quer descobrir as possibilidades de edição e publicação para o seu livro, entre em contacto connosco através deste formulário e começamos a trabalhar com o seu projecto.